Técnica do Estado Vibracional (E.V.)

Estado Vibracional (E.V.): são vibrações intensas que percorrem o holochacra e o psicossoma acelerando-as a fim de escaparem às vibrações lentas do corpo humano, tais vibrações constituem um circuito fechado entre os corpos, tendo como finalidade a descoincidência dos corpos.

Cada veículo de manifestação, soma, holochacra e psicossoma, vibram em intensidades diferentes. O Estado Vibracional induz a uma aceleração das vibrações dos corpos de modo que possibilita a descoincidência dos corpos. A vibração do corpo físico por ser mais lenta necessita de uma aceleração para que possa vibrar na mesma intensidade do psicossoma, com sua aceleração passam os corpos a vibrarem numa mesma intensidade, em sintonia, logo chegando neste estágio, estando os corpos em harmonia, ocorre a descoincidência.

Sensações:

– Alfinetadas e agulhadas generalizadas agradáveis;

– choque elétrico contínuo;

– correntes magnéticas;

– vibrações elétricas;

– dínamo interno;

– eletricidade suave;

– formigamento;

– movimento de ondas vibratórias pulsantes;

– sons intracranianos;

– pressão intracraniana.

No Estado Vibracional o movimento das vibrações podem ser comandadas pela vontade, sendo a frequência aumentada ou diminuída ritmadamente.

Técnica do Estado Vibracional (E.V)

Visualize mentalmente toda energia de seu corpo se concentrando dentro da sua cabeça. Imagine uma bola de energia dentro da cabeça e envolvendo a mesma. Concentre-se nessa bola de energia e através da impulsão da vontade, visualize ela descendo. Essa bola de energia vai descendo lentamente pelo pescoço, ombros, tórax, ao mesmo tempo braços e abdome. Ela continua descendo e agora ela desce pelos órgãos sexuais e nádegas, se aproximando das coxas. Agora ela desce pelas coxas, pernas e chegas nos pés. Ao chegar nos pés, visualiza agora a energia fazendo o percurso contrário, ou seja, dos pés a cabeça. Quando chegar novamente a cabeça, visualize essa energia descendo novamente até os pés pelo mesmo percurso, só que desta vez mais acelerado. Continue fazendo o percurso de ida e volta, mas imagine-o acelerando cada vez mais. O “vai-e-vem” vai se acelerando cada vez mais, até ele ficar tão veloz que a energia parece vibrar pelo corpo inteiro.

O ideal é realizar a técnica de 10 a 20 vezes por dia, não importando se você está no trabalho, na escola, na rua, sentado, deitado, em pé ou andando.

 

Anúncios
Esse post foi publicado em Técnicas. Bookmark o link permanente.