2012, como tudo acontecerá

Texto muito interessante que eu achei na internet. Lembra um pouco o terceiro segredo de Fátima.

Neste artigo, reproduzo literalmente a importante narrativa de minha filha sobre a sua viagem astral ao dia 21/12/2012, quando ela conseguiu sobreviver à grande mutação energética, seguindo as minhas orientações que lhe dei exatamente naquele instante futuro, quando um acontecimento dramático veio transformar definitivamente o planeta Terra.

Há um bom tempo tenho escrito sobre 2012 e sobre os acontecimentos que poderão ser realizar para a grande virada dimensional de elevação energética da Terra.

Eu e muitas das previsões futuras de diversas fontes consideramos a hipótese de ocorrerem cataclismos até como forma de limpeza energética do próprio planeta, visto que a Terra vem recebendo muita energia negativa das pessoas ao longo dos séculos estando no seu limite de saturação.

Isso é possível, tal como explicado pela física quântica, uma vez que os sentimentos e os pensamentos saem das pessoas em forma de energia e influenciam tudo que é externo, todos os seres vivos e o planeta. Essa energia, extremamente densa e intensamente acumulada, precisa se dissipar por intermédio de fortes fenômenos da natureza, visando ao expurgo, à purificação energética.

Essa possibilidade de limpeza planetária por intermédio de cataclismos, tão bem explicada pela nova ciência espiritualista, não resolve todas as questões, visto que os cataclismos destruiriam muita coisa física e também milhares de vidas, mas os que sobrevivessem a tudo isso possivelmente continuariam a ter comportamentos parecidos (pensamentos e sentimentos negativos) e tudo recomeçaria sem o desejado progresso espiritual terrena.

Não é isso que os seres dimensionais que estão ajudando na ascensão espiritual da Terra nos têm dito em muitas mensagens canalizadas. A mutação mais importante, segundo esses elevados seres espirituais, não é aquela de ordem física, embora possa acontecer, mas, a transformação energética, a que visa, essencialmente, à elevação espiritual da Terra e dos seus habitantes, uma nova forma de se viver em coletivo, praticando um novo tipo de amor, o incondicional, com a prática de pensamentos positivos e sentimentos elevados.

Como esse enfoque, eu venho escrevendo já há algum tempo em meus artigos e tema igualmente inserto no livro “Viagem à cidade espiritual de Necanerom”. Em meus textos, por inspiração canalizada, eu tenho dito que a grande mutação terrena deverá ser aquela de ordem energética. Em face disso, precisamos rapidamente aprender a elevar a energia dos chakras inferiores para os chakras superiores, com o fito de nos adequarmos e termos a capacidade energética de viver no planeta a partir da implantação da nova era que se aproxima rapidamente.

Nos cursos de Reiki que ministro, eu tenho ensinado aos meus alunos que se tornar reikiano ajuda muito nesse processo, visto que as sintonizações de Reiki e a prática desta importante terapia alternativa proporcionam a elevação do nível vibracional, a ascensão da energia pessoal aos chakras superiores.

Antes de reproduzir e comentar sobre a importante viagem astral de minha filha ao dia em ocorrerá a grande mutação energética do planeta, quero dizer que eu também já estive, através de projeção astral, naquele tempo futuro, tal como inseri no meu livro “…Necanerom” já citado e com trecho a seguir reproduzido:

Na experiência astral, importante mensagem espiritual me foi passada, quando psicografei um texto informando que o dia iria amanhecer sem a luminosidade do sol e sobre o sinal que haveria no céu como prova de novo amanhecer que aconteceria depois a longa e escura noite.

Desde o dia em que vivenciei essa experiência extra-sensorial, tenho questionado comigo quando tudo irá mesmo acontecer e, principalmente, o que levaria o sol a deixar de brilhar. Há estudos falando sobre o chamado ponto zero. A Terra pararia de girar por alguns dias ou horas, voltando a fazê-lo em sentido contrário.

Brian Desborough, cientista dos Estados Unidos, é de opinião de que o campo geomagnético da Terra está caindo rapidamente e logo alcançará o marco zero, levando a Terra a parar de girar por algum tempo.

Sem girar, um lado da Terra ficaria sem a luminosidade solar, com uma noite continuada e a outra parte com um longo dia. Com essa explicação, fica entendida a grande noite que eu vi em minha viagem astral ao futuro, pois a Terra teria parado de girar, retornando somente 24 horas depois.

Sabemos que a inversão dos pólos tão falada em todas as previsões não acontecerá na sua literalidade, mas apenas em termos energéticos, magnéticos, o que afetará o funcionamento das bússolas e a migração dos pássaros e em tudo mais no planeta.

A questão é exatamente essa: a mutação energética que acontecerá no planeta. Para tanto, precisamos estar preparados para suportar essa nova e elevada frequência que existirá na Terra em breve tempo como se poderá ver na narrativa de minha filha ao tempo de mutação energética do planeta.

Minha filha, que também é reikiana, viveu uma extraordinária experiência astral ao futuro, na qual, a seguir reproduzida literalmente, ficam evidenciados claramente alguns dos fatos que poderão acontecer no futuro que se aproxima, quando a energia do planeta se elevará radicalmente de frequência.

Logo no início do sonho {ou mais propriamente viagem astral} era como se eu estivesse dentro dele, lá, em tempo real. Eu sabia exatamente que horas eram, o dia e o ano. Era a tarde do dia 21 de dezembro de 2012, por volta das 16:30 (“21 de dezembro” estava bem forte na mente).

Eu tinha acabado de descer no elevador do prédio para a garagem. Assim que a porta se fechou atrás de mim, ouvi um barulho estranho, de toda a rede elétrica do prédio simplesmente parando. Tinha faltado energia elétrica, mas eu sabia que não tinha sido somente isso. Havia passado uma espécie de energia forte por todo o meu corpo, como uma onda de radiação. Corri para a saída da garagem, desistindo de pegar o carro e passei pelo portão. Um carro saia da garagem com velocidade se arrebentando no portão ainda entreaberto logo depois que eu saí por ele.

Do lado de fora, estava um alvoroço enorme, na rua carros se batiam, pessoas eram atropeladas. Elas estavam totalmente desorientadas, andando sem qualquer direção pelas ruas. Algumas seguiam em direção ao mar e entravam nele andando, afogando-se.

Parecia que todos tinham perdido a cabeça, mas eu ainda estava consciente, corri por entre as pessoas procurando o meu pai e o meu irmão que eu sabia estarem lá fora. Encontrei-os na escadaria próxima à portaria do prédio e logo gritei em meio ao barulho forte da confusão, perguntando “O que está acontecendo? O que é isso?!”

E meu pai me respondeu: “Começou, na próxima ‘onda’ nós vamos apagar. Todos nós.”. Sem entender, eu olhava para os lados, lembrando da onda de energia que eu senti passar por cada célula do corpo. Então, seria aquilo que deixou as pessoas daquela forma? Eu me desesperei mais, pensando que minha mãe tinha ficado lá em cima no apartamento e estava uma confusão enorme, a rede elétrica não funcionava e eu não sabia se ela estava bem como nós ou se estava também desorientada como as pessoas que eu via em toda parte. Eu quis subir ao apartamento para ver como estava a minha mãe, mas não tinha tempo, não tinha o que fazer, tudo acontecia de uma vez só.

E meu pai ainda me disse: “Quando tudo apagar, pense em continuar, pense em coisas boas, fixe seu pensamento aqui, não se perca em pensamentos negativos, não se perca… NÃO SE PERCA! FIQUE AQUI!”. Essas palavras de meu pai me fizeram de alguma forma desesperar-me ainda mais, pensando nas pessoas que eu gostava, sabendo que não poderia pensar esse tipo de coisa, já estava aos prantos.

Não parecia ser final de tarde, o sol estava gigantesco e o brilho amarelado estava me cegando de tão forte e luminoso. E o brilho aumentava de força, cada vez mais rápido, ficando difícil de enxergar qualquer coisa.

Não houve nem tempo de pensar ou fazer qualquer outra coisa, a segunda onda de radiação/energia – agora muito mais forte – passou por todos nós. Já não era possível enxergar mais nada pelo brilho, o meu corpo tremia por dentro, sentindo novamente a energia passar por ele, mas, desta vez, eu perdi o controle total do corpo, vendo-o amolecer.

Os olhos antes cegos pelo brilho, eram ofuscados pela escuridão profunda e eu sabia que tinha caído no chão, embora não tivesse percebendo mais nada com nitidez. Eu sabia que todos próximos a mim e provavelmente em todo o mundo tinham sofrido aquilo, e se apagado, como nós. Pensava em todas as cidades com pessoas caídas pelas ruas, apagadas nos trânsito, causando mais acidentes, e tentava ao máximo não me desesperar com isso, lembrando daquelas palavras: Quando tudo apagar, pense em continuar, pense em coisas boas, fixe seu pensamento aqui, não se perca em pensamentos negativos, não se perca… NÃO SE PERCA! FIQUE AQUI!”

A sensação era de não estar em lugar algum, de não ter mais corpo, de não ouvir nada, de não sentir qualquer coisa. Era como flutuar no nada, sem corpo, sem alma, de quase não existir. Tentava não perder também por restar apenas a última fagulha de pensamento. Fixei o pensamente em coisas boas, tentando não me perder naquela escuridão horrível. Preocupei-me em não pensar nas pessoas, no que tinha acontecido, somente segurando a todo custo meus pensamentos, pois quando deixava de pensar por um segundo, sentia-me sendo levada para algum lugar ainda mais escuro, e fazia força para voltar a pensar, me prender ali. O tempo se passava, eu sabia, embora não tivesse qualquer noção de tempo como temos naturalmente, e eu continuava naquele breu.

Logo, a minha vontade de continuar ganhou mais força, minha vontade de clarear aquela escuridão e voltar até que eu não pensasse em nada mais além disso. Essa vontade de acordar era tanta, tão forte, que eu acordei do sonho na minha cama, no tempo atual.

Sentei-me rapidamente com toda a experiência muito nítida na mente, e ainda com a sensação de precisar acordar lá, naquele tempo futuro, o que foi passando, por que, de alguma forma, eu senti que acordei lá também naquela data futura. Ainda não totalmente acordada agora, pude ver em minha mente uma nítida imagem: Eu me levantando entre os corpos, centenas deles, daqueles que “se perderam, pois não despertaram”. Logo a visão acabou de vez, quando terminei de despertar em meu quarto no presente, tal como aconteceu também no futuro.

Eu entendi, então, que somente os “escolhidos”, preparados para suportar aquela nova energia, aquele novo modo de vida, haviam acordado.

Esse sonho, essa experiência, ocorreu há vários meses, mas não esqueci nenhum detalhe, não parecia um sonho qualquer, foi como se eu realmente tivesse estado lá e vivido tudo isso naquele momento futuro. (narrativa feita por Tainá Barreto Silveira)

Esta experiência vivida por Tainá vem comprovar o que eu tenho escrito sobre o que de mais importante poderá acontecer quando da implantação da nova era, que será a efetiva alteração de frequência energética.

É possível acontecer cataclismos? Sim, eles já estão se realizando em todo o planeta com mais intensidade e com muitas surpresas desagradáveis, e pode até acontecer também mais à frente. Contudo, o que irá ser essencial para a implantação do novo tempo terreno será, primordialmente, a mutação da energia do planeta.

E para esse tempo especial que está chegando, temos que estar preparados, temos de fazer essa preparação o mais rapidamente possível, elevando a frequência energética para os nossos chakras superiores, com o exercício mental de bons pensamentos e sentimentos positivos, afastando tudo que for contrário disso.

Igualmente é importante experienciar alguma atividade espiritual desapegada de rituais de dependências externas, pois, temos que ter o papel pró-ativo em nós e fora de nós.

Também é imprescindível estudar e praticar alguma terapia alternativa, tal como o Reiki, para ajudar nesse processo de elevação vibracional, preparando-nos para o dia “D” com conhecimento e energia compatível com a que existirá em novo planeta Terra a partir de então.

Juntamente com as atividades espirituais holísticas, (terapias alternativas), os pensamentos e os sentimentos positivos são importantes para as nossas melhorias enquanto seres humanos, proporcionando a saúde física e também nos corpos sutis, afetando positivamente, por conseguinte, tudo que existe fora de nós, tal como nos diz a física quântica.

Contudo, a narrativa de minha filha (no trecho em que ela diz de como fora orientada por mim para sobreviver à mutação energética da Terra sem se perder) vem demonstrar o quanto será também importante o pensamento forte e positivo no exato instante em que estiver ocorrendo a mutação do planeta Terra. E assim eu a orientei: pense em coisas boas, fixe seu pensamento aqui, não se perca em pensamentos negativos, não se perca!”

Não foi tão-somente um sonho ou pesadelo, minha filha experienciou projeção astral ao futuro, aos momentos de mutação acontecendo no dia 21/12/2012, data apontada por muitos como sendo o fim do ciclo de vida terrena e início de nova era e que alguns cientistas dizem ser a data em que acontecerá o ponto zero da Terra, quando o planeta irá parar de girar e voltará a fazê-lo em sentido contrário, embora não saibamos, com certeza, o que causará essa mutação energética e outros acontecimentos que poderão se realizar em nosso planeta.

Então, por tudo que compartilhei neste artigo e em todos outros e em meus livros, digo que este nosso momento histórico é tempo extremamente urgente de nos prepararmos para esse porvir, sem medo ou desespero que somente atrapalham por serem negativos, sabendo também que, quando tudo acontecer, é preciso ter o pensamento voltado somente para o que for positivo e lutar mentalmente para não nos deixarmos ser levados ao estado inconsciente, porque assim nos perderemos, seremos apagados.

http://www.moacirsader.com/2012c.htm

Anúncios
Esse post foi publicado em Relatos astrais. Bookmark o link permanente.